Fechar
NEWSLETTER
Transforme o lixo em energia sustentável
Fechar
A crescente demanda de energia

a elevação do preço dos combustíveis, a poluição ambiental, o fato de o petróleo ser um combustível não renovável e o aumento do desenvolvimento econômico vêm estimulando pesquisas para se descobrir fontes de energia renováveis. Uma delas, já utilizada em vários países do mundo, é o aproveitamento do lixo para gerar energia.

A atividade também vem ganhando forças no Brasil. A grande eficácia desse tipo de geração de energia está nas condições ambientais, pois o processo reduz a poluição de metano na atmosfera e é uma solução alternativa e eficaz para os resíduos sólidos.

Para a geração de energia a partir do lixo é necessário passar por três processos:

Extração e coleta

Por meio de um dreno é realizada a coleta do gás, em seguida esse gás é levado para a superfície por meio do dreno e, na boca destes equipamentos, se encontram tubos de polietileno que realizam o traspassamento do biogás derivado do lixo até as usinas gerando uma rede.

Beneficiamento

Nesta etapa o biogás chega a usina e é imediatamente resfriado e, simultaneamente, recebe uma separação dos vapores nele contido. O metano que é retirado por meio deste processo recebe em seguida o processo de combustão, que poderá resultar tanto em calor ou frio para a produção de energia mecânica ou elétrica, bem como o biogás ser queimado e resultar em energia térmica.

Geração de energia por combustão

Só se é possível produzir eletricidade a partir do biogás que é retirado do lixo por meio da combustão. O biogás é queimado e essa queima do biogás resulta em energia mecânica que ativa os pistões para transformar essa substância em energia elétrica.

Esse processo de geração de eletricidade a partir do lixo é uma grande opção para transformações e melhorias ambientais, sociais e econômicas, pois representa uma destinação mais sustentável para os resíduos.

Que tal conhecer mais soluções inteligentes para geração de energia na sua empresa? Solicite um estudo de viabilidade do Grupo Léros.

 

COMPARTILHE
REDAÇÃO
E-mail Facebook Twitter WhatsApp Pinterest